Poesia como arte insurgente, seguido de O que é poesia

O que quer que um poeta diga sobre sua obra
são desculpas  que não deveria pedir.
/Whatever a poet says about his work
is an apology he shouldn’t make./

Você consegue imaginar Shelley numa oficina literária?
/Can you imagine Shelley attending a poetry workshop?/

Não seja tão mente aberta a ponto de seu cérebro cair.
/Don’t be so open-minded that your brains fall out./

Desafie o capitalismo disfarçado de democracia.
/Challenge capitalism masquerading as democracy./

Não bombeie bolhas de desespero.
/Don’t blow bubbles of despair./

Produza gozo coletivo face ao pesar coletivo.
/Generate collective joy in the face of collective gloom./

A não ser que precise cantar, não abra a boca.
/Unless you have an urge to sing, don’t open your mouth./

Se não tem nada a dizer, não diga.
/If you have nothing to say, don’t say it./

Não saia dando lições. Não diga Não.
/Don’t lecture like this. Don’t say Don’t./

Faça vinho novo com as vinhas da ira.
/Make new wine out of the grapes of wrath./

Comprometa-se com algo além de você mesmo.
/Be committed to something outside yourself./

Abra a boca. Bata o pé. Silêncio é conivência.
/Speak up. Act out. Silence is complicity./

###

Poesia é o Convidado Desconhecido na casa.
/Poetry is the Unknown Guest in the house./

Poesia a ficção suprema.
/Poetry the supreme fiction./

Poesia é graffiti eterno no coração de cada um.
/Poetry is eternal graffiti in the heart of everyone./

Poesia é a essência das ideias antes
de serem destiladas em pensamento.
/Poetry is the essence of ideas before
they are distilled into thought./

É a gíria de anjos e diabos.
/It is the street talk of angels and devils./

Poesia é a anarquia dos sentidos fazendo sentido.
/Poetry is the anarchy of the senses making sense./

É feita com as sílabas dos sonhos.
/It is made with the syllables of dreams./

Poesia não vale nada e por isso não tem preço.
/Poetry is worth nothing and therefore priceless./

Poesia o perfume da resistência.
/Poetry the perfume of resistance./

Poesia desconstrói o poder. Poesia absoluta
desconstrói absolutamente.
/Poetry deconstructs power. Absolute poetry
deconstructs absolutely./

Ela curte o sussurro de elefantes.
/It hearts the whisper of elephants./

O poeta um batedor de carteiras da realidade.
/The poet a pickpocket of reality./

Poesia é fornicação contra o fado.
/Poetry a fornication against fate./

Poesia o verdadeiro tema da grande prosa.
/Poetry is the real subject of great prose./

Um poema ainda é uma batida
na porta do desconhecido.
/A poem is still a knock
on a door of the unknown./

Poesia sobre poesia é poesia falsificada.
/Poetry about poetry is counterfeit poetry./

Poesia não tem gênero mas tem sexo.
/Poetry has no gender but isn’t sexless./

Quando são tratados como cães, poetas uivam.
/When poets are treated like dogs, they howl./

A ideia de poesia como campo da luta de classes
perturba o sono dos que não desejam
ser perturbados em sua corrida pela felicidade.
/The idea of poetry as an arm of class war
disturbs the sleep of those who do not wish
to be disturbed in the pursuit of happiness./

É a voz da Quarta Pessoa do Singular.
/It is the voice of the Fourth Person Singular./

[Leo Gonçalves foi quem me chamou a atenção para este trabalho de Lawrence Ferlinghetti (exercício desbragado de contradições, como toda definição do que seja poesia), traduzo estes fragmentos de fragmentos para celebrar e seguir nossa conversa.]

Anúncios

6 thoughts on “Poesia como arte insurgente, seguido de O que é poesia

  1. Pingback: Lawrence Ferlinghetti poems/poetry « SP'onto de Partida

respostas

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s